MÚSICA E CONSCIÊNCIA

 

COMECEI A TOCAR PROFISSIONALMENTE COM 16 ANOS. HOJE AOS 54, O QUE REPRESENTA A MÚSICA PARA MIM?

ca foi simplesmente entreter, nunca foi isso para mim.

As experiências que eu tive, e que me levaram para a música, são aquelas em que a gente atinge um ponto tocando juntos que eu encaro como uma oração. Tanto na improvisação como na composição.

É como se a gente começasse a tocar a música até o ponto em que ela começa a tocar a gente. A gente se move para um lugar que é além, que atinge um ponto de transformação.

Todas as vezes que eu tive essa experiência, eu acho que a música foi um meio que me levou além, a mim e aos outros que também tocavam e ouviam. Estávamos unidos, integrados. Naturalmente nasce uma devoção, um amor incondicional.

Música e Consciência visa agregar pessoas e provocar reflexão sobre esta perspectiva da música como foco que ilumina e tem o potencial de tocar, agregar e acionar nossas forças, valores e nos transformar.